Esfoliação da pele

Saiba a importância da esfoliação da pele, quando deve ser feita e os benefícios de utilizar um esfoliante adequado.

O processo de esfoliação da pele é essencial para garantir uma aparência uniforme e renovar as células, eliminando as que estão mortas e estimulando a produção de outras novas, ricas em colágeno. Muitas pessoas utilizam métodos caseiros para esfoliar a pele ao invés de produtos adequados, de certa forma, podem conseguir bons resultados, porém existem riscos de danificar a superfície da pele devido a não uniformidade das partículas. Além disso, os esfoliantes industrializados, possuem ativos que promovem hidratação e melhoram o aspecto da pele.

Benefícios que a esfoliação oferece.


  •    Renovação da pele;
  •    Elimina células mortas;
  •    Remove impurezas;
  •    Promove a renoção celular;
  •    Aumenta a produção de colágeno;
  •    Uniformiza a aparência da pele;
  •    Auxilia no tratamento da oleosidade excessiva;
esfoliante

Para quem é indicado o uso?

A esfoliação é indicada para todos os tipos de pele. No entanto, para peles com acnes o ideal é consultar um dermatologista. Pessoas com peles com acnes, devem evitar a esfoliação devido ao risco de ocorrer ruptura das pústulas, podendo infectar as glândulas sebáceas e piorar o problema. Para peles com acnes leves, a esfoliação pode ser feita, porém com acompanhamento de um dermatologista.

Procedimento de esfoliação?

O procedimento deve ser feito com movimentos circulares e firmes, optar por esfoliantes mais suaves devido a sensibilidade da região. É indicado ser feito de uma a duas vezes por semana, porém o ideal é procurar um dermatologista para avaliação individual.

mivoa

Tipos de esfoliantes: Físico e químico.

Os dois tipos possuem o mesmo objetivo, porém existem diferenças básicas no procedimento de utilização. A esfoliação física é a mais comum e retira as células mortas a partir do atrito com as partículas presentes no esfoliante. Pode ser usada por todos os tipos de pele, mas deve ter cuidado para não esfregar com muita intensidade, pois pode agredir as peles mais secas e sensíveis. Os esfoliantes químicos funcionam à base de componentes de PH ácido que ajudam a descamar a pele, renovando o tecido. A esfoliação química leva à remoção de células mortas por meio da descamação causada por uma substância química com ação esfoliante, exemplos: ácidos salicílico, retinóico e glicólico. Pode ser feito em todas as peles, desde que indicado por um dermatologista.

mivoa

Conheça o esfoliante enzimático ideal para completar sua rotina de skincare!

ESFERAS ESFOLIANTES, EXTRATO DE DAMASCO, ALGAS ROSA MOSQUETA, GENGIBRE e CENTEIO. Tudo o que se espera de um esfoliante.
Conheça o esfoliante que não pode ficar de fora da sua rotina de cuidados!